O que pensa Aluízio


O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 11h53
[   ] [ envie esta mensagem ]




ENQUANTO ISSO NUM PORÃO EM BRASÍLIA

Achtung! und Sieg Heil!

Vendo este vídeo você vai entender por que há tanto petralha exercendo a patrulha na internet...hehehe...Trata-se de mais uma daquelas montagens com legendas em cima de cena de filme falado em alemão de indefectível sotaque hitlerista. Está engraçadíssimo. Pesquei lá no blog do Reinaldão depois de providencial aviso do meu sempre atento amigo Tambosi.



Escrito por Aluizio Amorim às 16h01
[   ] [ envie esta mensagem ]




A MÚSICA DO BLOG

Um bolero magnífico e

uma homenagem póstuma

Não sei porque passei batido nesta. O extraordinário compositor e cantor francês Henri Salvador se foi no último dia 13 aos 90 anos de idade. E já nem sei como acabei recuperando esta notícia. Notícia de ontem já é velha. Notícia do último dia 13 está a um passo para entrar para um compêndio de história. Embora esteja diariamente na internet, dancei. Ossos do ofício.

Mas voltando a Henri Salvador há entre ele e o Brasil uma ligação muito forte, principalmente por causa da música e especialmente da bossa nova. Em 1945 andou por aqui em uma turnê para retornar somente em 2006 quando foi homenageado no Rio de Janeiro.

 

Henri contava que seu famoso e belíssimo bolero “Dans mon Île”, que compôs em 1957 teria inspirado Tom Jobim no processo de criação da bossa nova. Jobim ouvira a melodia no filme italiano “Europa di Notte”, em 1959. A canção ficou mais conhecida no Brasil por uma versão de Caetano Veloso.

 

Numa homenagem póstuma a essa extraordinária figura que foi Henri Salvador, a Música do Blog traz para vocês este vídeo com Henri cantando “Dans mon Île”. A música é linda e, embora já contando com uns 88 anos, ou pouco menos, quando gravou este vídeo, Henri Salvador esbanja classe e elegância e bom timbre de voz. O arranjo está perfeito.

 

Vale a pena ouvir. Quem quiser saber mais siga os links que estão no texto e há inclusive um site dedicado a ele na internet, cujo fundo musical, com ótima qualidade de som, é esse bolero fabuloso.



Escrito por Aluizio Amorim às 02h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ

Valeu! Grande Sponholz!



Escrito por Aluizio Amorim às 23h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




TUDO JOGO DE CENA

Injuriado, FHC reaje: “Lula

cospe no prato onde come”

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou hoje que Lula da Silva não deveria "cuspir no prato que está comendo". "O presidente Lula precisa olhar com mais respeito o povo e aqueles que o antecederam. Fica feio, todo dia ele cospe no prato que está comendo. Chega", disse FHC, no lançamento do livro Cultura das Transgressões, no Museu de Arte Moderna, em São Paulo.

As declarações de Fernando Henrique foram uma resposta a Lula que, ao comentar a mudança de patamar do Brasil de devedor para credor, disse que isso ocorreu porque seus antecessores foram "pé-frios", e ele tem sorte porque trabalha.

 

"Isto (declaração de Lula) foi um insulto ao povo brasileiro que trabalhou para conseguir melhorar a situação (do País) e aos governos anteriores também", disse FHC. "Que ele (Lula) seja pé-quente eu acho ótimo, agora não precisa xingar os outros, tenha paciência." (Leia mais).

 

MEU COMENTÁRIO: Lula não só cospe no prato onde come, mas em tudo que está a seu alcance. Age como um imperador. Deita e rola. Os botocudos lhe dão cobertura total. Afinal, a última pesquisa lhe conferiu quase 70% de apoio.

 

Como é ignorantão, ao invés de utilizar este grande apoio popular para governar direito, mete o pé pelas mãos. Afaga corruptos, diz e faz o que quer.

 

FHC não tem o que reclamar, já seu partido anda de mãos dadas com o Apedeuta. Todos estão sabendo que por traz do pano é urdido um acordão.

 

Nunca estivemos tão perto da dominância de uma única facção política. E para isto não será necessário nenhuma violência. É bem possível que em 2010 surja um arco de alianças envolvendo o PT, PSDB e PMDB.

 

Pronto. Não precisa mais de oposição. Até mesmo o Congresso deverá ser fechado por perder a sua razão de ser.



Escrito por Aluizio Amorim às 20h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ EM DOSE DUPLA




Escrito por Aluizio Amorim às 19h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




FOGO NOS BOTOCUDOS !

Este é Lorenzetti, o churrasqueiro de Lula que vai depor na CPI

CPI das ONGs vai convocar

o “churrasqueiro de Lula”

O governo sofreu hoje uma primeira derrota na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das ONGs. O ex-dirigentes da ONG Unitrabalho, Jorge Lorenzetti, que ficou conhecido como o "churrasqueiro do presidente Lula", foi convocado para prestar esclarecimento sobre desvio de recursos na entidade.

 

O requerimento apresentado pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR) foi aprovado com voto Minerva do senador Raimundo Colombo, presidente da CPI. A votação ficou em quatro a quatro e Colombo deu o voto de desempate. O relator da CPI, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) se absteve. (Do site do Estadão).

 

COMENTÁRIO: ponto para o senador catarinense Raimundo Colombo, presidente da CPI das ONGs. É isto aí. Fogo nos botocudos! Vamos puxar o fio desse novelo das ONGs.



Escrito por Aluizio Amorim às 12h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




INGLESES NÃO DÃO MOLEZA

Lugar de botocudo é no lixo

ocidental. Ou dentro da jaula.

Não resisti. Acabei de ler o que escreve o Elio Gaspari na Folha desta quarta-feira. Está reclamando do Reino Unido que não quer saber de brasileiros por lá. E Gaspari contra-ataca...hehehe...defende a diplomacia da reciprocidade. Dá para morrer de rir.

 

Ora, os ingleses estão certos. Têm toda a razão em evitar a entrada de botocudos. Principalmente os brasileiros que são o supra-sumo do lixo ocidental.

 

Acham que estou exagerando? Basta dizer apenas que cerca de 70% dos brasileiros apóiam o governo de Lula e seus sequazes. Acaso há uma razão superior a esta para os ingleses refutarem os brasileiros?

 

Gaspari, jornalista isento e imparcial, quer ironizar mais cai num tremendo ridículo. Chama o Brasil de "Pindorama". Aqui no blog é lixo ocidental, não tem mole não... e os habitantes deste fantástico lixão são os botocudos.



Escrito por Aluizio Amorim às 02h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




O EXCELENTE HUMOR DO SPONHOLZ

As melhores charges, como esta do nosso Sponholz, só nos blogs. Na grande mídia a chatice de sempre.



Escrito por Aluizio Amorim às 02h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




É ASSIM QUE O PT EDUCA AS CRIANÇAS

O ódio, o ressentimento e a

destruição elevados à virtude

O vento sopra forte. A bandeira, improvisada em um mastro de bambu, tremula. Lênin Cauã, de cinco anos, interrompe a brincadeira no balanço. Olha a cena e diz:

– Esta é a nossa bandeira. E bandeira é um símbolo, sabia?

– O que é símbolo?

– É aquilo que mostra alguma coisa. Aprendi aqui na escola, responde o menino.

– O que essa bandeira está mostrando?

Pego de surpresa, ele vacila.

– O branco quer dizer paz.

Pega um galho de árvore e começa a rabiscar o chão. Com os olhos baixos, prossegue:

– O verde é a roça onde o meu pai trabalha, é onde planta a comida da gente.

De repente, dispara a falar:

– O vermelho quer dizer luta, sangue. Tem muita gente que já morreu. Na bandeira também tem um homem e uma mulher. É uma família.

– Mas não há crianças!

O garoto levanta os olhos do chão e, com segurança, contesta:

- É lógico que tem. Olha eu aqui. O pai e a mãe são sem-terra. Eu sou criança, eu sou um sem-terrinha.

 

O texto acima é o início de uma reportagem de capa da revista Criança, do Ministério da Educação. A reportagem mostra como são educadas as crianças brasileiras de acordo com a pedagogia do PT por meio do MST. Elas aprendem a venerar a bandeira do MST, um movimento ilegal que invade a propriedade privada.

 

A turma da ONU, que diz ter feito um raio X dos direitos humanos no Brasil provavelmente não saiba o que está acontecendo. Aqui no Brasil a violência começa na escola.

 

O MST não é e nunca foi um movimento em prol da reforma agrária para os agricultores carentes. O MST é uma organização política cuja meta é implantar o comunismo no Brasil.

 

Suas armas são o ódio, a destruição e o ressentimento elevados à virtude.



Escrito por Aluizio Amorim às 20h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




TREME TIO SAM !!!

Barack Obama teria sido registrado como muçulmano...SARAVÁ...

Obama e o fatídico turbante.

Americanos coçam a cabeça.

Esta foto é de Barack Obama, em 2006, no Quênia, vestido exatamente como os quenianos, com direito ao indefectível e soturno turbante. Esta foto apareceu primeiro no blog Drudgereport e agora também já está no site da BBC. Pesquei lá no Reinaldão e recomendo que leiam o post que escreve a respeito.

 

A foto explodiu como uma bomba. Com razão, os americanos são gatos escaldados. E a publicação desta foto pode contribuir para que lhes caia a ficha e parem de brincar de politicamente corretos.

 

Com a idiotice do politicamente correto a dominar o mundo não será, todavia, um espanto se o presidente dos Estados Unidos passar a ostentar um vistoso e fatídico turbante na cabeça.

 

Há tempo suficiente para inverter esse sórdido jogo. À luta, Republicanos !!!  ....hehehehe... E vamos aguardar o que dirá o New York Times.

 

P.S.: Por enquanto não vi esta foto em nenhum portal da grande mídia botocuda, a não ser lá no blog do Reinaldão.



Escrito por Aluizio Amorim às 18h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




DIREITOS HUMANOS POLITICAMENTE CORRETOS

Relatório da ONU sobre

o Brasil é meia verdade

A ONU, essa entidade que mantém uma casta burocrática que não serve para nada, acaba de divulgar um relatório qualificado de raio X completo sobre a situação dos direitos humanos no Brasil.

 

É verdade que há desigualdade e impunidade, mas não racismo como acusam os tais especialistas da ONU. Se houvesse racismo o Brasil seria um país de branquelos e não é isto que acontece.

 

Se houvesse de fato racismo, a população brasileira não seria constituída de pardos, morenos e mulatos. Não houve apartheid no Brasil como se verificou na África do Sul e até mesmo nos Estados Unidos onde a adoção de políticas afirmativas foi necessária.

 

O que o relatório da ONU não fala é na desordem reinante que surgiu com Lula e seus sequazes no poder, com o aparecimento de centenas de ONGs que afagam criminosos. A ONU refere-se a que tipo de direitos humanos? Ao dos bandoleiros apenas? É o que sugere o que está sendo divulgado.

 

Não fala sobre a trágica inversão de valores que condena os cidadãos sérios e honestos a ter que viver em verdadeiras casamatas para se livrarem da violência botocuda.

 

E pelo que até agora foi divulgado o relatório da ONU fecha os olhos para uma questão crucial que é o aumento extraordinário da população brasileira nos últimos anos. Ninguém quer saber de falar sobre a providência mais eficaz para a solução de todos os problemas: o controle rigoroso da natalidade.

 

Já disse várias vezes e repito: há uma imperiosa necessidade de controlar a natalidade com a adoção das seguintes medidas:

 

1 – descriminação do aborto;

 

2 – esterilização em massa;

 

3 – incentivo estatal à vasectomia e ligaduras;

 

4 – incentivo remunerado para casais que não tenham filho ou que tenham no máximo dois.

 

O resto exala o fedor do politicamente correto.



Escrito por Aluizio Amorim às 17h24
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 17h22
[   ] [ envie esta mensagem ]




O PRESENTE JÁ FOI PRO BREJO

Lula exorta operário a

crer no futuro. Tá bom.

O valente ex-operário Lula da Silva, hoje o presidente do Brasil, mandou ver num discurso cheio de rompantes na inauguração de uma fábrica na zona Oeste do Rio de Janeiro – nunca antes neste país! – afirmando que “está na hora de parar de vender desgraça”.

 

A surrada verborragia do Apedeuta retomou a história do operário que chegou à Presidência da República, instando os trabalhadores a acreditar no futuro. Quanto a essa exortação eu concordo. Quem sabe no futuro, porque no presente as coisas estão difíceis.

 

Tá bom, Lula. Justifica-se o discurso otimista. Mormente quando sai da boca de um operário que se deslumbra com o poder e que se esconde atrás de “segredos de Estado” para fazer tabula rasa da lei.

 

Realmente nunca antes neste país se usou e abusou tanto do poder e se produziu tantos escândalos quanto os já descobertos nesses mais de cinco anos de governo do PT. E todos eles envolvem roubalheira de dinheiro público sem qualquer pudor, como o recente episódio dos cartões corporativos.

 

Só mesmo um país de tolos dirigido por espertalhões com o apoio de empresários vagabundos e com as unhas cravadas no Estado é capaz de dar crédito a esse turbilhão de desfaçatez.



Escrito por Aluizio Amorim às 14h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 01h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




POR ISSO OS EUA SÃO A MAIOR POTÊNCIA DO PLANETA

 

Uma imagem do credo libertário

 

Acabei de receber por email, do meu amigo e leitor do blog Edson Goeldner, esta foto incrível que foi tirada em 1918. A imagem da estátua da liberdade é composta por 18 mil homens que se preparam para a guerra num campo de treinamento em Camp Dodge em Iowa (EUA). E mesmo que seja fruto apenas de uma montagem permite uma reflexão.

 

A estátua da liberdade é um ícone norte-americano. Materializa a cosmovisão de seu povo. Não precisa dizer mais nada para entender as razões que fizeram dos Estados Unidos a maior potência do planeta.

 

Lá se ergue um monumento em louvor à liberdade; soldados posam diligentemente para honrar essa representação libertária. E o fazem porque acima de todos paira o credo igualitário que repousa sobre o postulado da liberdade.

 

É por isso que lá jamais alguém indagará de outrem em tom de ameaça: você sabe com quem está falando? É mais fácil ouvir alguém convicto de seus direitos proclamar: quem você pensa que é para me falar assim?

 

Este é um aspecto cultural, sim, mas que baliza a ação e a relação social. Só o marxismo de orelha é capaz de desprezar a importância da análise culturalista. O tecido social é formado por uma miríade de ações e relações sociais e cada ator social ao agir o faz orientando-se por uma noção valorativa.  

 

O Estado, por exemplo, é o resultado da ação social. As estruturas sociais, as instituições e os valores dominantes em determinadas sociedades são reflexos daquilo que habita o cérebro da maioria de determinado grupamento humano.



Escrito por Aluizio Amorim às 23h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 17h45
[   ] [ envie esta mensagem ]




ADESISMO VERGONHOSO

Quem é mais chegado aos

petralhas? Aécio ou Serra?

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), voltou a defender nesta segunda-feira, 25 a articulação para uma aliança entre petistas e tucanos na eleição municipal em Belo Horizonte.

 

Ele classificou como "natural" o eventual entendimento entre PT e PSDB na capital mineira. A costura do acordo vem sendo capitaneada por Aécio e pelo prefeito Fernando Pimentel (PT) em torno de um candidato de consenso. (Leia mais).

 

MEU COMENTÁRIO: sim, Aécio tem razão. É natural a aproximação entre tucanos e petralhas. O velho esqueminha mineiro deverá avançar além dos limites do município de Belo Horizonte.

 

Bom, os tucanos sempre estiveram mais para vira-bostas, também conhecidos como chupins, aquelas aves que vivem se servindo dos ninhos alheios.

 

Agora já não dá para saber quem é mais petralha, se José Serra ou Aécio Neves.

 

Sobram, por enquanhto na oposição, apenas os Democratas. Se souberem trabalhar livrando-se de qualquer tentação oportunística os Democratas têm tudo para abocanhar um naco substancial dos votos dados ao PSDB nas últimas eleições.



Escrito por Aluizio Amorim às 14h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




PELAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS

Um libelo contra os idiotas

esquerdistas botocudos

No momento em que o regime do ditador Fidel Castro acaba de realizar uma eleição fajuta para manter a ditadura comunista na Ilha, sob o silêncio complacente do esquerdismo botocudo, reproduzo um artigo irretocável de Mário Sabino, atual redator-chefe de Veja, publicado na edição de 7 de maio de 2003 da revista e resgatado pelo Reinaldo de Azevedo no seu blog nesta segunda-feira.

 

Apesar de já estar postado lá, decidi repetir aqui no blog porque o artigo está mais do que perfeito. 

 

O texto resume bem a miséria intelectual da idiotia esquerdista que habita a mente de jornalistas, artistas e outros tipos que são erroneamente qualificados de “intelectuais”. O título do artigo parodia uma canção do idiota-mor da música brasileiro.  

 

Apesar de você, Fidel,...

...e de seus amigos intelectuais e artistas, amanhã há de ser outro dia para Cuba

Intelectuais e artistas deveriam ser defensores intransigentes da liberdade de opinião, de expressão, de associação e de tudo o mais que compõe o cardápio básico dos direitos humanos.

 

Mas, desde que tomou o poder em Cuba, em 1959, no que se convencionou chamar de "revolução cubana", o ditador Fidel Castro conseguiu fraturar essa lógica de extração iluminista.

 

Maroto e dissimulado, ele vende a idéia de que tem o direito de perseguir, prender, torturar e matar seus opositores, para manter a pureza do regime socialista e sua ilha fora do alcance dos cavilosos imperialistas ianques.

 

Essa conversa fiada, que remonta ao período da Guerra Fria e hoje mais parece enredo de opereta, continua a ser comprada por escritores, músicos e similares de diferentes latitudes.

 

Há três motivos básicos que lhes obnubilam o juízo. Antes de mais nada, o antiamericanismo puro e simples, um fenômeno de idiotia generalizada que faz muita gente boa acreditar que George W. Bush é igual a Adolf Hitler e que Osama bin Laden é o vingador dos pobres e oprimidos.

 

Em segundo lugar, a nostalgia esquerdista que insiste em reerguer em sonho o Muro de Berlim. E, por último, mas não menos importante, o próprio fascínio exercido pela figura de Fidel Castro – uma espécie de paizão castrador que habita o inconsciente dos coraçõezinhos comunistas.

Depois que Fidel mandou para o paredón três coitados que seqüestraram uma lancha para tentar fugir de Cuba e condenou a penas de prisão elevadíssimas 75 pessoas que esboçavam uma oposição moderada ao regime, entre defensores dos direitos humanos, economistas e jornalistas, uma parte da intelectualidade e do meio artístico que apoiava o ditador finalmente resolveu debandar.

 

O primeiro a romper, e de maneira bastante vistosa, foi o escritor português José Saramago, prêmio Nobel de Literatura e comunista empedernido. Na semana passada, mais de cinqüenta artistas e intelectuais, na maioria espanhóis, também fizeram o mesmo, por meio de um manifesto. Entre eles, o cineasta Pedro Almodóvar e o cantor brasileiro Caetano Veloso.

 

"As injustiças e os crimes contra a humanidade têm de ser denunciados, venham de onde vierem e cometidos por quem quer que seja. Mantemos nossa solidariedade com o povo cubano, que sobrevive dentro e fora da ilha, mas não com quem já usurpou por tempo demais sua representação e sua voz", dizia o manifesto.

Fidel, a raposa vermelha, não demorou a articular uma reação. Em seu discurso no Dia do Trabalho, disse que os intelectuais que protestaram "sofrerão um arrependimento infinito, pois perceberão que suas declarações foram manipuladas pelos agressores para justificar um ataque militar a Cuba". Além disso, maquinou um manifesto de 160 intelectuais e artistas em favor do regime cubano.

 

Entre os que o assinaram, estão o ator americano Danny Glover, a escritora sul-africana Nadine Gordimer e o escritor colombiano Gabriel García Márquez. Este último, cobrado pela autora americana Susan Sontag (de esquerda) pelo silêncio em relação às execuções promovidas por Fidel, afirmara dias antes que era "contra a pena de morte, em qualquer lugar, motivo ou circunstância". Mas, depois de tomar um pito do ditador cubano, voltou atrás, dizendo que sua declaração havia sido "manipulada".

Aos cubanos condenados à prisão e aos parentes e amigos dos que foram executados, restam apenas dois caminhos. Se forem religiosos, pedir a Deus que livre a sua ilha quanto antes do flagelo castrista.

 

Mas não vale a pena pedir nada ao Deus do brasileiro Frei Betto, amigão do peito de Fidel. O Deus de Frei Betto zela pelo ditador que já fuzilou 17.000 pessoas, e é capaz de levar para o paraíso também o mau ladrão, desde que este renuncie ao neoliberalismo.

 

O outro caminho para os desesperados é esperar o tempo passar na janela, enquanto assobiam o samba Apesar de Você, de Chico Buarque, notório simpatizante do regime cubano. Aquele que diz "apesar de você, amanhã há de ser outro dia".

 

Os versos da música, para quem não lembra, foram feitos por Chico para espicaçar a ditadura militar brasileira. Como não se manifestou sobre os últimos acontecimentos em Cuba, é de presumir que Chico Buarque ache que ditadura de esquerda é melhor do que ditadura de direita.

É uma idéia bastante comum, essa, de que ditaduras de esquerda são males menores do que as de direita. Sobrevive mesmo depois que foram revelados os crimes de Stalin, Mao e caterva. O raciocínio por trás disso é que é possível separar a essência dos regimes socialistas (que seria boa e justa) daquilo que é qualificado de "desvio" (as execuções, a censura, o terror).

 

Trata-se de um equívoco monstruoso, visto que, na realidade, é impossível operar tal separação. Como não admite oposição nem alternância de poder, o socialismo marxista será sempre totalitário. E totalitarismo, não importa se de direita ou de esquerda, é essencialmente danoso.

 

Para que não pairem dúvidas a respeito do que seja o regime de Fidel, utilize-se uma das definições de totalitarismo presente no Dicionário de Política, organizado pelo pensador italiano Norberto Bobbio. O regime totalitário, está lá no verbete dedicado ao tema, é resultado da união de seis pontos:

- uma ideologia oficial que abrange todos os aspectos da atividade e da existência do homem e que critica, de modo radical, o estado atual das coisas e que dirige a luta pela sua transformação
- um partido único de massa dirigido por um ditador e que se mistura com a burocracia do Estado
- um sistema de terrorismo policial
- o monopólio da direção de todos os meios de comunicação de massa
- o monopólio de todos os instrumentos de luta armada
- o controle e direção central de toda a economia.

Pois é, companheiros.



Escrito por Aluizio Amorim às 11h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




REAJAM CUBANOS !!!

Dupla de botocudos tentará

prolongar a ditadura cubana

Primeiro nome em uma lista de 31 candidatos ao conselho de estado cubano, Raúl Castro é o novo presidente de Cuba. A assembléia nacional confirmou o nome do general de 76 anos como sucessor do ex-ditador Fidel, que renunciou ao poder na semana passada.

 

A surpresa foi a indicação do comunista ortodoxo José Ramón Machado Ventura, de 77 anos, para a vice-presidência. Machado Ventura lutou ao lado de Fidel quando a revolução na ilha derrubou o governo de Fulgêncio Batista.

 

Ele também foi ministro da saúde cubano. Analistas esperam que Raúl faça reformas limitadas para melhorar a economia estatal da ilha, o único país comunista do ocidente. (Leia mais).

 

MEU COMENTÁRIO: A notícia acima é um despacho da Reuters que está no site do Estadão. Refere-se à surpresa pela escolha de um dos dinossauros da nomenklatura castrista como vice-presidente.

 

Raul, o irmão do caudilho comuno-fascita – ah! esta sim é a surpresa...hehehe... – foi eleito sucessor da dinastia castrista.

 

Já escrevi aqui neste blog que o castrismo, agora representado por essa dupla jurássica, buscará uma saída à chinesa na tentativa de garantir pelo menos três refeições diárias aos cubanos e segurar a ditadura por mais algum tempo.

 

Se a maioria da população cubana permitir o continuísmo comprova-se a minha tese segundo a qual o triunfo da estupidez na América Latina só pode ter um motivo: decorre da predominância de uma variável genética determinante na formação desse tipo de homem: o homini botocudus.



Escrito por Aluizio Amorim às 16h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




ATENÇÃO FORÇAS ARMADAS !!!

Paraguaio maluco quer

tomar a usina de Itaipu

Em abril haverá eleição no Paraguai. E o candidato que tem tudo para vencer é um ex-bispo católico, um tal de Lugo, tipo híbrido do esquerdismo botocudo que encarna ao mesmo tempo Lula, Evo Morales, Chávez e, por que não, o moribundo Fidel Castro.

 

Sua plataforma de campanha eleitoral é mais ou menos esta: “Itaipu pertence ao Paraguai”, embora tenha sido construída com recursos brasileiros.

 

E você que está lendo este post é que pagará a conta de mais esse delírio esquerdopata latino-americano.

 

A menos que o Brasil – o que é improvável estando nas mãos do PT – inicie, se possível hoje mesmo, o envio de um forte destacamento das Forças Armadas para cuidar de Itaipu, antes que um aventureiro porra-louca lance mão dela.

 

O padreco maluco quer fazer com Itaipu o que Evo Morales fez com o gás.



Escrito por Aluizio Amorim às 00h50
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 12h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




DIOGO MAINARDI

Massa e kebab

 

Lula e Isaiah Berlin. Os dois nomes foram citados juntos, lado a lado, ombro a ombro, no mesmo parágrafo de um editorial de O Estado de S. Paulo. É sempre espantoso quando um encontro desses acontece:

 

– Isaías, apresento-lhe Lula. Lula, este é Isaías, o filósofo. Isaías, tente explicar ao Lula o significado do conceito "liberdade negativa". Não, Lula: liberdade negativa não é o abuso da liberdade, é o contrário. Isaías, tente explicar novamente, por cortesia. Não, Lula: "As pessoas escrevem o que querem e ouvem o que não querem" não pode ser considerado um exemplo de liberdade negativa.

 

Acho melhor a gente ir embora, Lula. O Isaías prefere ficar sozinho. Sim, Lula, o Isaías está morto.

No último domingo, testemunhei outro encontro inusitado: Claudia Leitte e Elias Canetti. Fui jantar com meus filhos num restaurante árabe de Copacabana. Meio de transporte: bicicleta.

 

Um filho na cadeirinha dianteira, outro filho na cadeirinha traseira. No caminho de volta para casa, fomos imersos pela gigantesca onda humana que acabara de assistir a um espetáculo da cantora Claudia Leitte, na Praia de Copacabana.

 

Imediatamente, pensei em Elias Canetti. Ele relatou que o evento decisivo de sua vida ocorreu em 15 de julho de 1927, quando foi arrastado por uma horda de arruaceiros que depredou e incendiou o Palácio de Justiça em Viena. Toda a sua obra foi inspirada pelo episódio.

 

Em particular, o romance Auto-da-Fé e o tratado Massa e Poder. Eu senti uma inquietude similar à de Canetti no último domingo, quando fui arrastado pelas centenas de milhares de pessoas que debandaram depois do espetáculo de Claudia Leitte, com meus filhos na bicicleta e a barriga cheia de homus e kebab.

 

Onda humana. Eu nunca uso figuras de linguagem. Nesse caso, ela cabe: Canetti identificou onze símbolos que representam as massas. Um desses símbolos é o mar. A massa de espectadores de Claudia Leitte era representada por um símbolo que não chegou a ser contemplado por Canetti: o Smirnoff Ice.

 

Para Canetti, o populacho revanchista que incendiou o Palácio de Justiça em Viena serviu como um prenúncio do nazismo. Aquela gente estava pronta para seguir o primeiro demagogo sanguinário que aparecesse.

 

Para mim, a massa bestializada que foi assistir ao espetáculo de Claudia Leitte em Copacabana, formada por uma gente embriagada, barulhenta, porca, feia e de pernas curtas, provou apenas que eu preciso sair menos de casa. O que demonstra de uma vez por todas – como se isso fosse necessário – que eu jamais serei um Elias Canetti.

 

Tenho bastante intimidade com Elias Canetti. Li suas memórias e sei praticamente tudo sobre ele, de seu nascimento até sua morte. Sim, Lula, o Elias também está morto.

 

A partir de agora, vou me dedicar ao estudo da vida e da obra de Claudia Leitte. Ela pode ser um prenúncio dos desastres do nosso tempo. (Coluna de Diogo Mainardi na Veja que foi às bancas neste sábado).

 

MEU COMENTÁRIO: "gente embriagada, barulhenta, porca, feia e de pernas curtas"? Ora, são os botocudos, Mainardi. E neste caso você errou: não se tratava de uma "onda humana", mas sim uma "turba de chimpanzés"...hehehe...



Escrito por Aluizio Amorim às 04h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 04h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




UM ÓTIMO PROGRAMA

Genil Castro, fera do jazz,

está aqui na Ilha. É hoje!

Nesta sexta-feira, dia 22, há um ótimo programa no Café dos Araçás na Lagoa da Conceição. A partir das 22 horas um time de craques mandará ver com o que há de melhor no jazz e na bossa nova.

 

O destaque da noite é o extraordinário guitarrista Genil Castro, que retornou à Ilha para gravar um CD no famoso estúdio Carajazz. O meu amigo Genil, que já ouvi uma dezena de vezes e com quem já tive a oportunidade de bater bons papos sobre música, é sem dúvida um dos melhores guitarristas brasileiros da atualidade. E não duvidem, está entre os melhores do mundo.

 

Além de Genil, o meu amigo Cássio Moura, outra fera da guitarra aqui da Ilha e mais o excelente Carlos Ribeiro Jr. no baixo acústico e o talentoso Mauro Borghezan na bateria, formam um quarteto de primeiríssima.

 

Quem gosta de jazz não pode perder a performance de hoje à noite no Café dos Araçás (Tel (48) 3232-1101 ou 8411-1101).

 

Se você quer ver agora mesmo uma palhinha de Genil Castro clique AQUI e vá direto à página do artista no My Space.



Escrito por Aluizio Amorim às 17h57
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 17h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




MINHA ANÁLISE

O Brasil está rico. E você?

 

Todos os jornais desta sexta-feira anunciam em manchete que, nunca antes, na história deste país, o Brasil teve em suas reservas internacionais dinheiro suficiente para quitar toda a dívida externa – pública e privada.

 

Ora, a autoridade monetária não fechou estas contas ontem ou hoje, até porque não existe milagre capaz de zerar dívidas astronômicas de repente.

 

O governo atual colhe bons resultados econômicos em razão de um interregno de pujança da economia internacional e, sobretudo, da adoção de uma política econômica calcada num monetarismo draconiano que se apóia no arrocho salarial e em taxas de juros que institucionalizaram a agiotagem.

 

E tanto é verdade que qualquer boteco de esquina já se transformou em instituição financeira. Entretanto a política macroeconômica que vem sendo praticada pelo lulismo segue a cartilha do governo FHC. Há apenas uma diferença: o torniquete foi apertado ao máximo!

 

Da mesma forma a Petrobrás não descobriu da noite para o dia uma jazida petrolífera descomunal abaixo de uma quilométria crosta de sal.

 

Depois que o rei ficou nu, com a explosão do escândalo dos famigerados cartões corporativos, começaram a aparecer notícias muito estranhas.

 

Como por encanto surgiu o factóide do roubo dos segredos da Petrobras. Mas cá para nós. É uma história mirabolante. Já me refir a isto em post mais abaixo. Mas o jornalismo que se limita a guiar suas pautas pelos releases governamentais comprou o factóide, ao invés de por em campo o eficaz jornalismo investigativo.

 

Durante alguns dias este factóide do roubo de segredos ultra-secretos da Petrossauro que viajaram dentro de um contêiner ordinário, foi o abre de página dos jornais. Eis que no momento em que esta surpreendente notícia começou a gerar desconfiança apareceu uma pesquisa dando quase 70% de apoio a Lula.

 

Todos esses assuntos, contudo, não conseguiram desviar a atenção em relação à escandalosa dilapidação dos cofres públicos, porque no Congresso segue o processo de criação da CPI dos Cartões Corporativos e há, ainda, a CPI das ONGs que pode gerar informações nada auspiciosas para o governo.

 

Se a oposição se comportar como oposição e puxar o fio desse novelo, vem coisa séria por aí.

 

Ao que parece o governo decidiu então antecipar o que seria um maná em véspera de eleição: a independência econômica do Brasil, zerando o histórico e crônico endividamento que remonta ao império.

 

Não deixa de ser uma ótima notícia o equilibrio da contas nacionais, fato que por si só referenda os propalados sólidos fundamentos da economia brasileira.

 

Mas como não existe almoço grátis, esta conta fabulosa tem um custo que foi socializado à maneira petralha, ou seja, rateado entre os cidadãos brasileiros, particularmente a classe média, vítima do arrocho salarial e tributário e que paga seus últimos tostões em juros para os agiotas a fim de não despencar no desfiladeiro da miséria.

 

Ninguém compra mais nada à vista. A não ser os endinheirados ou quem, por fazer parte da nomeklatura petista, possui cartões corporativos. Não conheço os números do endividamente existente hoje no Brasil com prestações e empréstimos por parte das pessoas físicas. Aliás, está aí uma boa pauta para esse jornalismo pusilânime que domina a grande mídia.

 

Convenhamos, mas num país que consegue zerar o seu endividamento, que tem sólidos fundamentos econômicos, seus cidadãos não viajam em estradas esburacadas, não sofrem com os apagões áereos, não ganham salários miseráveis e não precisam de bolsa-família, nem de cotas raciais e muito menos de programas ditos de “inclusão social”, como também não necessitam de empréstimos consignados com desconto em folhas de pagamento.

 

Esta pretensa independência econômica, agora alardeada pelo governo lulístico, embora renda manchetes de jornais, não mudará em nada a triste sina da maioria dos brasileiros.

 

Anotem o que acabei de escrever. Aguardem um tempinho, façam as suas contas e vejam se há motivos para comemorar. Experimente a calcular em quanto totalizará a correção dos salários neste ano.



Escrito por Aluizio Amorim às 00h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




E O BOM HUMOR DO SPONHOLZ ESTÁ DE VOLTA !!!



Escrito por Aluizio Amorim às 12h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




MINHA ANÁLISE

Cuba e os perigos do

sedutor modelo chinês

Os leitores do blog podem ter estranhado que até agora não falei na renúncia do ditador Fidel Castro. A razão para o meu silêncio é que considero toda essa história a respeito do afastamento de Fidel um embuste, uma jogada política para manter a dinastia de sua família. Aliás, seu irmão Raul já está no comando desde que Fidel adoeceu.

 

Quem apóia a ditadura cubana? Os sequazes de Fidel, seus familiares e mais alguns idiotas latino-americanos.

 

Em função dos últimos acontecimentos Cuba voltou ao centro do noticiário internacional. Em decorrência disso as pessoas puderam ver na televisão as paisagens insólitas dessa Ilha que evocam os anos 50.

 

A ditadura comuno-fascista de Fidel Castro congelou Cuba no tempo e há 49 anos e o ditador repete um mantra idiota segundo o qual a Nação cubana é uma vítima do imperialismo americano.

 

Com o afastamento de Fidel desenha-se uma tentativa de transformar Cuba numa espécie de mini-china. Isto significa governo ditatorial nas mãos do Partido Comunista, a abertura econômica capitalística e ausência total de liberdade política.

 

Mas esta saída à chinesa esbarra no componente patrimonialista que faz da família de Castro a proprietária da Ilha, como numa dinastia. É bem provável que a fórmula chinesa fará explodir a luta pelo poder dentro das hostes do próprio partido comunista.

 

A solução deverá ser mesmo a adoção do modelo democrático que, com seus mecanismos de divisão e alternância do poder, garantirá um processo de transição pacífico.

 

E a posição do Brasil nesta história toda se configura como um terrível desastre em termos diplomáticos, já que Lula e seus sequazes, quando tratam do assunto, o fazem na forma de compadrio, sem qualquer censura à ditadura cubana. Lula se manifesta não como chefe de Estado, mas como amigo de Fidel.

 

No fundo, Lula e seus sequazes gostariam de transformar o Brasil numa segunda China. E nisso são apoiados por um empresariado vagabundo que sempre viveu à cata de caraminguás governamentais.

 

Os capitalistas brasileiros e, de resto, os latino-americanos, não são capitalistas. São patrimonialistas. Odeiam o liberalismo e também a liberdade de mercado porque esta demanda competência e competitividade balizada pelo risco. Por isso sempre apoiaram todos os tipos de ditadura.

 

A prosperidade com o conseqüente bem-estar social dela decorrente só acontece com o modo de produção capitalista combinado com liberdade política. Pois são os mecanismos institucionais democráticos, a segurança jurídica e os direitos da cidadania os únicos elementos capazes de coibir os abusos do poder do Estado e da concentração de riqueza e poder dos grandes agentes econômicos.



Escrito por Aluizio Amorim às 11h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




UM PAPO AGRADÁVEL E INTELIGENTE

Roque Sponholz, o craque das charges; ao fundo, este blogueiro

Uma tarde em Camboriú

com o irreverente Sponholz

Foi uma tarde gratificante em Camboriú com Sponholz e sua esposa Marilena. São criaturas extraordinárias, calmas, agradáveis, gentis e, sobretudo, bem informadas.

 

Tambosi fez esta foto ainda no apartamento do Sponholz, antes que nos entregássemos a uma generosa mesa de frutos do mar num restaurante à beira da praia. Foi um dia de sol a pino, claro e quente, mas uma brisa preguiçosa que soprava sem parar encarregou-se de calibrar a temperatura.

 

Sponholz e eu derrotamos quatro cervejas “sem álcool”, enquanto Tambosi saboreava ampolas de legítima Original. Sequer deu para o santo e, ainda por cima, bebeu a parte que nos tocaria, não fôssemos abstêmios convictos.

 

Confiram lá no Blog do Tambosi, já que fotografei a cena para que vocês não pensem que estou a inventar histórias.

 

Quando dei por mim o sol já estava desmaiando. Neste momento Tambosi e eu já estávamos lamentando ter que deixar Sponholz e Marilena para retornar a Florianópolis. Tratamos de salvar imediatamente aquele momento generoso nos circuitos neurais dos nossos cérebros.

 

Além de ser um craque nas charges, Sponholz é arquiteto e professor universitário. Depois de sua faina diária dedica-se à produção de charges, monitorado pela atenta Marilena, que lhe puxa o bigode descomunal todas as vezes que, indignado com as iniqüidades do mundo, carrega nas tintas.

 

Valeu Spon! A próxima “reunião” será em Florianópolis. Fiquem tranqüilas as hostes governistas que não será nenhum complô capaz de atentar contra a “segurança nacional”...hehehe...



Escrito por Aluizio Amorim às 15h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




IMPRESSIONANTE !!!

Manobra política tenta cassar

o mandato de Luiz Henrique

Tramita no TSE o rumoroso processo que pleiteia a cassação do diploma do Governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira. As razões que fundamentam a ação proposta por seus adversários denunciam o suposto uso máquina estatal em sua campanha eleitoral.

 

Conheço há muitos anos o Luiz Henrique, desde a época em que pela primeira vez, pelo velho MDB, foi eleito prefeito de Joinville e iniciou ali uma das mais sólidas carreiras políticas chegando a ser Ministro de Estado, eleito depois novamente prefeito de Joinville e, finalmente governador do Estado catarinense, tendo sido reeleito nas últimas eleições com um expressivo arco de apoio político denominado tríplice aliança, integrada pelo PMDB/PSDB/DEM.

 

Causa espanto que o TSE insinue punir Luiz Henrique da Silveira, quando este contabiliza um fato único e interessante em sua biografia política e que é ímpar na história política recente: nas últimas eleições que o consagraram para um segundo mandato Luiz Henrique renunciou ao mandato para concorrer!

 

E toda essa história não deixa de ser muito estranha num momento em que os cidadãos de bem desta Nação assistem estarrecidos a profusão de escândalos perpetrados por Lula e seus sequazes, dentre eles a deletéria roubalheira através do uso abusivo de cartões corporativos que já levou à queda a titular de um Ministério.

 

Nas últimas eleições presidenciais um grupo de áulicos de Lula foi flagrado com uma mala contendo R$ 1,750 milhão em espécie, cuja destinação era comprar um dossiê fajuto para melar a eleição em São Paulo e favorecer o próprio Lula.

 

Até hoje não se sabe de onde surgiu aquele dinheiro. Este foi um fato flagrante, concreto e irretorquível que, por si só, seria o suficiente para cassar a candidatura de Lula. Isto se estivéssemos num país sério e não numa republiqueta bananeira povoada por uma maioria de chimpanzés, cujos cérebros estreitos e diminutos funcionam apenas para articular malandragens.

 

A prova disso é a pesquisa de um tal de Instituto Sensus que acaba de ser divulgada nesta segunda-feira e alardeada pela grande mídia conferindo ao Lula a glória de uma aprovação que beira os 70%!

 

Os chimpanzés agora encontraram chifres em cabeças de galinha e pretendem detonar o mandato legítimo de Luiz Henrique da Silveira.

 

Como os leitores deste blog sabem eu não costumo fazer jornalismo isento e nem imparcial. E assino embaixo do que escrevo. Não uso pseudônimos, nunca trabalhei no serviço público (embora nada tenha contra isso) e nunca me vali do bom relacionamento que tenho com o Luiz Henrique e outras lideranças que o cercam para ir buscar caraminguás do governo.

 

E tem mais. Deploro as ações do partido do governador e o critico e denuncio constantemente aqui neste blog. Mas deve-se assinalar que Luiz Henrique foi talvez o único peemedebista que não se perfilou ao lado de Lula e seus sequazes na última campanha presidencial.

 

E, para não me alongar, concluo: sou contra a cassação do diploma de Governador do Luiz Henrique da Silveira. E estamos conversados. Transcrevo como segue a Carta aos Catarinenses, da lavra do Governador, que está nos jornais de hoje:

 

Carta aos Catarinenses

"l) O meu mandato está sendo questionado por meu Governo ter exercido uma obrigação imposta pela Constituição. Fui líder do PMDB na Câmara Federal, durante a Assembléia Nacional Constituinte, e sei bem que o espírito da lei é o seguinte: o governo tem o dever de dar publicidade ao que está fazendo com o dinheiro público, e, disso,o cidadão tem o direito de ser informado. Anúncios institucionais, coberturas de inaugurações de obras, elogios que recebi em jornais, por ter feito milhares de obras, muitas delas esperadas há mais de cinqüenta anos, estão sendo interpretadas como tendo influenciado a minha vitória. Por amor de Deus, aqui em Santa Catarina (onde as eleições tem sido apertadas), eu ganhei por quinhentos e vinte e oito mil votos no primeiro turno! E, mesmo enfrentando a avalanche de uma segunda onda Lula, e contra o surpreendente apoio do PT ao meu adversário, no segundo turno, ganhei por uma diferença de 186 mil!

 

2) Eu estou confiante numa reversão dessa decisão parcial, porque os fatos que o meu adversário alega contra mim, já foram repudiados pelo Tribunal Regional Eleitoral e pelo Tribunal de Justiça. Estando próximos e conhecendo bem os fatos, ambos me absolveram.

 

3) O trágico, nesse caso, é que fui o único governador, que renunciou ao mandato, para disputar a reeleição. O curioso é que, de abril a Dezembro de 2006 (ano da eleição), quem Governou foi o Dr. Eduardo Pinho Moreira. Nenhuma ação judicial foi movida contra ele, contestando gastos ou impropriedade na publicidade do Governo.

 

4) O trágico, também, é que, se numa hipótese, eu for afastado do Governo, o Vice-Governador, Leonel Pavan, que era Senador e não teve nenhuma participação no meu primeiro Governo, terá o mesmo destino, embora sem ser citado para defender-se.

 

5) Eu confio no alto discernimento e na experiência dos quatro Ministros que ainda vão votar. Eles haverão de levar em consideração, seja a decisão dos Tribunais locais, que me absolveram, seja o fato de eu não ter praticado nenhum ato de governo, no período eleitoral. Certamente exaltarão o gesto de quem, podendo continuar no governo, dele se afastou para disputar a eleição limpamente e em condições de igualdade com seus adversários.

 

6) Se a decisão me for contrária, não se salvará nenhum Prefeito que for candidato, neste ano, à reeleição. Seus adversários ficarão à espreita. Derrotados, bastar-lhes-á compilar as publicidades feitas na imprensa (mesmo nos anos anteriores à eleição) e os elogios que receberem, a qualquer tempo, nos jornais, rádios e TVs, por inauguração de obras, para tirar-lhes os mandatos.

 

7) Mais do que os nossos mandatos, o que está em jogo é a própria democracia e a liberdade de imprensa.

 

8) Este é o meu décimo primeiro mandato. Nunca recebi qualquer contestação às minhas vitórias, obtidas sempre limpamente e por diferenças expressivas.

 

9) Quando fui candidato à reeleição à Prefeitura, em 2000, pedi licença e entreguei o Governo ao Vereador Arinor Vogelsanger, Presidente da Câmara de Vereadores. Não renunciei, naquela época, porque meu Vice, José Henrique Carneiro de Loyola, havia renunciado, para exercer o mandato de Senador.

 

10) Meu adversário sabe das dificuldades que tem em me tirar o mandato. Mas, não está interessado nisso. Quer é me desgastar perante a opinião pública. E acabar com o meu pequeno patrimônio. (já tive que fazer dois empréstimos, um no Besc, outro no Banco do Brasil. E dona Ivete está vendendo o seu carro, para podermos pagar os advogados). Mas não tem problema, pra provar a nossa inocência, estamos dispostos a vender todo o pouco que possuímos!

 

11) O que o meu adversário quer é me tornar inelegível, para não ter que me enfrentar, novamente, numa próxima eleição."



Escrito por Aluizio Amorim às 14h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




COISAS DA PETROSSAURO

O furto do "segredo" da Petrossauro e os cartões corporativos

"Segredo estratégico” viajou

dentro de contêiner ordinário

É incrível, mas o material, dito “segredo estratégico” da Petrobras que teria sido furtado (uma coisa muito estranha, convenhamos) viajou dentro de um contêiner comum e parou em portos como o do Rio de Janeiro (foto da Folha).

 

Eu continuo interpretando essa história toda como um cortina de fumaça para aplacar o escândalo dos cartões corporativos.

 

E todos os jornais vêm apresentando essa coisa com ar de gravidade, como se realmente outras nações (êpa!) estivessem por trás dessa parada, uma grande ameaça à segurança nacional...hehehe...

 

Há matéria na capa da Folha de hoje. Quando os peritos chegaram ao local o ambiente não havia sido preservado. Tudo indica que foi apenas um larápio comum – se é que foi mesmo um furto – que estava mais interessado no computador.

 

E, se realmente havia ali algo de tão importante transportado de forma tão irresponsável o que deveria acontecer com a direção da Petrossauro?

 

Jornalismo investigativo que é bom, nada. A grande mídia aos poucos se transforma num diário oficial.



Escrito por Aluizio Amorim às 02h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 22h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




NAS ENTRELINHAS

Pequeno manual para ler

a Folha deste domingo

Algumas notas sobre as bobagens ditas como verdades no grande jornal paulistano:

 

O decano do jornalismo jurássico brasileiro resolveu desancar a Ordem dos Advogados do Brasil. Além de jornalista eu sou advogado. E já critiquei a OAB aqui neste blog, como também critico a mídia e os jornalistas.

 

O escriba no entanto está querendo jogar fora o bebê junto com a água suja da bacia. Ora, querer questionar o que faz a Ordem com a grana que arrecada e defender a sua submissão a algum tipo de corregedoria e fiscalização é um tremendo disparate. Próprio de quem não entende porra nenhuma de Ordem e nem de direito.

 

Eu também sempre quero saber das contas e aplicações dos recursos da OAB. Contribuo mensalmente para a corporação. Sim é uma corporação que está fora da tutela estatal. Se tutelada for perde a razão de ser. O questionamento e a vigilância do caixa dependem dos próprios advogados e só deles.

 

É a mesma coisa que quer criar um Conselho Federal de Jornalismo. Ou então: se o parlamento está eivado de vagabundos, como de fato está, seria o caso de fechar-se o parlamento.

 

Uma coisa é a instituição. Outra são os homens que lhe dão vida. A instituição é boa, os homens é que a conspurcam.

 

***

 

Há uma entrevista no Folha de São Paulo com o Ciro Gomes. A título de quê?

 

Esse nordestino ainda tem a pretensão de ser candidato a presidente da República. Argh! Sempre de dedo em riste dando lições, esse valente em determinada altura, ao comentar a CPI dos Cartões, refere-se ao fato de que foi só a situação reivindicar o exame dos cartões do governo de FHC que embaralhou tudo.

 

Ora, CPI, pelo que manda a lei, só pode ser instalada fundamentando-se em “fato determinado”. Não há nenhuma denúncia concreta questionando as contas de FHC. Não há fato determinado. Trata-se, por enquanto, de um embuste.

 

Mas Ciro, ardilosamente, faz coro com a ilegalidade. Por isso mesmo não reúne as mínimas condições para postular qualquer cargo que vá além de assessor do Mangaba.

 

***

 

Cátia Seabra, repórter da Folha, abre assim a matéria sobre a pesquisa Data Folha: “A menos de oito meses das eleições -e para desgosto do prefeito Gilberto Kassab (DEM)-, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e a ministra Marta Suplicy (PT) mantêm-se hoje como os favoritos na corrida pela Prefeitura de São Paulo, revela a primeira pesquisa Datafolha do ano”.

 

Eita! jornalismo companheiro!



Escrito por Aluizio Amorim às 03h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




A CIÊNCIA DEPENDE DELES

 

O resto é o resto. Sorry.

 

Fotografias cada vez mais nítidas e perfeitas do espaço. Nesta o astronauta Rex Walheim move-se no espaço, para instalar novo observatório no laboratório Columbus, na Estação Espacial Internacional.

 

Toda essa tecnologia é norte-americana, como não poderia deixar de ser. Ou alguém pode supor que seria cubana, venezuelana ou africana? Ah...a fotografia é da Nasa, a grande agência espacial norte-americana, of course.

 

E isto tudo com a propalada crise da bolha subprime e num momento em que a economia norte-americana não está lá muito turbinada.

 

Mas eles são imbatíveis, juntamente com a Inglaterra e a Alemanha. O resto é o resto. (Foto do site UOL).

Escrito por Aluizio Amorim às 01h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




FARRA NA UNB

Todo dia novas denúncias do

uso dos cartões corporativos

A cada dia surgem mais provas do uso criminoso e debochado dos cartões corporativos do governo federal. O caso da Universidade de Brasília é emblemático, como mostra esta matéria que está no Estado de São Paulo deste domingo.

 

Entretanto, a grande mídia continua pautando com parcimônia o assunto, com exceção da revista Veja e dos blogs independentes.

 

Eis alguns dos gastos com os famigerados cartões pela turma da Universidade de Brasilía: 

 

Os cartões corporativos da Universidade de Brasília (UnB) serviram para pagar compras de valor elevado em supermercados, mercearias, açougues, peixarias e armazéns no ano passado.

 

De 2004 a 2006, esse tipo de gasto tinha produzido uma despesa abaixo de R$ 13 mil, somadas as contas dos três anos. Levantamento do Estado mostra que somente em 2007 os cartões pagaram R$ 69.721,99 em compras feitas em estabelecimentos especializados na venda de gêneros alimentícios, como Carrefour, Pão de Açúcar, Tigrão e Oba, entre outros.

Mas também aparecem compras em lojas que vendem artigos mais refinados, como o minimercado e delicatessen La Palma, a confeitaria Monjolo - que vende biscoitos, tortas e bolos finos - e a padaria Pão Italiano, por exemplo.

 

A profusão de compras desse tipo, pela universidade, mostra que o cartão público de débito é usado como um cartão pessoal - com a diferença de que a fatura é emitida contra o caixa do Tesouro Nacional. (Leia mais).



Escrito por Aluizio Amorim às 01h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




O BOM HUMOR DO SPONHOLZ



Escrito por Aluizio Amorim às 00h22
[   ] [ envie esta mensagem ]




ARTIGO

De volta ao passado

 

Nilson Borges Filho (*)

 

Os obituários dos jornais não me passam desapercebidos, pois quase sempre encontro neles uma referência a um determinado momento político. 

 

Ontem, dia 15 de fevereiro, estava lá uma notícia fúnebre que me chamou a atenção: um convite para a missa de sétimo dia pelo falecimento do general Job Lorena de Sant’Anna.

 

Provavelmente poucos se lembram do papel que o general Job Lorena representou (a palavra é essa) na história política brasileira, aí por volta do início dos anos 80, em pleno regime de exceção.

 

Presidia o país nessa época o último dos generais do ciclo militar que se instalou no Brasil em 1964, o general de Exército João Baptista de Oliveira Figueiredo.

 

O regime agonizava, mas não faltavam aqueles que desejavam a sua manutenção, não necessariamente por questões ideológicas, mas sim pela possibilidade da perda de privilégios de uma casta de oficiais que haviam aparelhado o Estado, a maioria deles originários da área de informações das Forças Armadas.

 

No dia primeiro de maio de 1981 acontecia no Pavilhão Riocentro um show pela a passagem do dia do trabalhador, com a participação de diversos cantores da música popular brasileira.

 

O edifício estava com a sua capacidade esgotada, tanto foram aqueles que para lá se dirigiram em busca de entretenimento. Com o show já em andamento, explode uma bomba no interior de m carro da marca Puma no estacionamento do Riocentro, matando um dos seus ocupantes e ferindo gravemente o outro.

 

Descobriu-se, logo após o atentado, que o ocupante que havia morrido era um sargento e o ferido  um capitão do Exército, que hoje se encontra na reserva remunerada.

 

A idéia da bomba partiu de setores radicais do regime, que eram contrários ao processo de abertura política de Figueiredo. Na lógica desses aloprados, a bomba teria efeito devastador, não pela sua potência, mas porque causaria um pânico de tal ordem entre os presentes que muitos morreriam pisoteados, uma vez que os portões de saída, propositalmente, estavam fechados a cadeados.

 

No final, acreditavam eles, a culpa do atentado cairia sobre a oposição, com isso, o regime teria motivos para o recrudescimento.

 

Felizmente houve um “acidente de trabalho”, com a bomba explodindo no colo do sargento enquanto estava sendo preparada para o seu acionamento. Um fato interessante, pouco divulgado, foi sobre quem levou o capitão ferido para o hospital e, talvez, tenha lhe salvado a vida.

 

Acompanhado pelo namorado, chegava atrasada ao evento Andréa Neves da Cunha, neta de Tancredo e irmã do atual governador de Minas, Aécio Neves da Cunha, que ao presenciar o ocorrido socorreu e transportou o capitão Wilson para o hospital.

 

Pois é, a neta de quem os radicais não queriam na presidência salvou a vida de um dos seus camaradas.

 

E o general Job? Foi justamente ele quem presidiu o inquérito do atentado do Riocentro, que se transformou numa grande farsa. Andréa Neves jamais foi ouvida como testemunha do atentado.

 

O capitão Wilson reside no Rio e não fala sobre o assunto. Não se tem notícia se ele irá à missa pela a alma do general Job.   

(*) Nilson Borges Filho é doutor em direito, professor e colaborador deste blog.   



Escrito por Aluizio Amorim às 00h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




PAULADA NO POLITICAMENTE CORRETO

Tropa de Elite arrebata o

Urso de Ouro em Berlim

O brasileiro Tropa de Elite venceu o principal  prêmio do Festival de Cinema de Berlim, hoje, levando o Urso de Ouro de melhor filme. O americano Paul Thomas Anderson foi premiado como melhor diretor, por Sangue negro (que tem oito indicações para o Oscar), cujo protagonista é o ator Daniel Day-Lewis.

O prêmio é muito importante porque o Festival de Berlim é a meca do cinema engajado, sonho de qualquer diretor que prefere fazer filmes que glamourizam o crime, o tráfico de drogas e a miséria das favelas cariocas.

 

Por isso, vítima do preconceito e da patrulha ideológica, Tropa de Elite nem sequer ganhou a indicação brasileira ao Oscar. O indicado do Brasil foi "O ano em que meus pais saíram de férias", que não agradou a Academia.

 

Duas horas antes do anúncio da premiação, o diretor José Padilha havia dito que tinha "expectativa zero" sobre o Urso de Ouro. Ao receber o prêmio, ele se mostrou bastante emocionado e agradeceu ao presidente do júri do Festival de Berlim, o diretor grego Costa-Gavras.

 

"É difícil expressar sentimentos em qualquer língua. Costa-Gavras é um herói para todos na América Latina, por todos os filmes que já fez."

 

O que está escrito acima é o conteúdo de nota publicada há pouco na coluna do Cláudio Humberto e que considero que resume bem o que aconteceu com o filme Tropa de Elite, estigmatizado pela patrulha ideológica politicamente correta, embora tenha sido consagrado pelo público.

 

No âmbito do Festival de Berlim, dividiu a crítica. Os políticamente corretos acusaram a obra de “fascista”, enquanto boa parte viu nele um filme “inteligente”.

 

Um detalhe: o presidente do júri, o premiado cineasta grego Costa-Gavras, celebrizou-se nos anos 70 ao dirigir filmes políticos que se constituíram em verdadeiros libelos contra as ditaduras fascistas. O vídeo acima é o trailer de Tropa de Elite.

 

Ao ser anunciado vencedor, o público aplaudio de pé.

 

No site do Estadão há uma matéria ampla sobre a grande vitória de Tropa de Elite. Clique AQUI para ler tudo.



Escrito por Aluizio Amorim às 20h50
[   ] [ envie esta mensagem ]




OS BASTIDORES DA TRAMA

Os cartões corporativos e o

acordo espúrio dos tucanos

Enquanto os jornais diários da grande mídia, como a Folha, ficam repetindo manchetes-suite com esta deste sábado, sobre suposto roubo de segredos da Petrobras, temos que esperar uma semana por notícias quentes. Estas costumam vir apenas com a Veja, que é uma publicação semanal.

 

Antes de seguir com este post vale a pena lembrar que essa matéria da Petrobras, cheia de mistérios de espionagem internacional, é como um maná que cai do firmamento para se tornar manchete da Folha de São Paulo. Claro, desvia a atenção da opinião pública com respeito ao que é mais importante: o escandaloso uso dos cartões corporativos.

 

E esta é uma história velha. O grande lance de Mussolini, na Itália fascista, foi transformar o país em vítima de uma guerra de nações.

 

A Itália vivia uma série de problemas internos que o ditador atribuía a razões de ordem externa. Aí, habilmente, ele colocou lado a lado patrões e empregados, criou o peleguismo, calando os sindicatos e a imprensa. O mesmo estratagema é utilizado pelo comuno-populismo latino-americano. Vide Chávez. O final de Mussolini foi trágico. Terminou enforcado e pendurado no teto de num posto de gasolina.

 

Voltemos à Veja, cuja reportagem sobre a farra dos cartões corporativos está deliciosa.

 

Selecionei alguns trechos e depois algumas charges. Eis o primeiro, que é o lead:

 

“Os gastos com cartões corporativos do governo viraram motivo de piada em todos os lugares do Brasil, principalmente no Congresso Nacional, onde deve começar a funcionar ainda nesta semana uma CPI para investigar o caso.

 

Fato 1: descobriu-se que os gastos com cartões aumentaram significativamente nos últimos anos.

 

Fato 2: soube-se que boa parte desses gastos, 11,6 milhões de reais, foi feita por ecônomos da Presidência da República que cuidam das despesas institucionais do presidente Lula e de seus familiares.

 

Fato 3: por questões de segurança, ninguém pode saber como, quando, onde e nem em que esse dinheiro foi aplicado. Fato 4: apesar do sigilo, está mais do que evidente que os cartões corporativos têm sido usados sem controle, inclusive para pagar despesas estranhas ao serviço público, com claros indícios de abusos.

 

Conclusão: numa aparente demonstração de que nada tem a esconder, o governo apoiou a proposta da oposição de criar uma CPI para investigar os cartões. As assinaturas foram rapidamente colhidas, e a comissão só não foi instalada na semana passada porque houve um erro técnico no requerimento.

 

Tudo certo? Não. O aparente empenho de parlamentares do governo e da oposição era apenas uma piada de faz-de-conta. Nos bastidores, combinou-se que as investigações vão apenas até o ponto em que não causem constrangimentos a ninguém. Será, portanto, uma CPI tão inconseqüente quanto as piadas e as charges sobre o assunto...”

 

O segundo trecho que selecionei revela o cardápio de bordo de Lula, o Imperador do Brasil. Vejam:

 

“Um dos pagamentos aos quais VEJA teve acesso se refere a uma viagem de Lula a São Paulo no dia 29 de junho de 2004. A viagem ocorreu no Sucatão, o Boeing presidencial substituído três anos atrás pelo Aerolula.

 

Havia 78 pessoas a bordo. Dois tipos de refeição foram servidos na viagem. O jantar dos viajantes foi comprado pela ecônoma Maria Emília Évora da empresa Gate Gourmet, do Rio de Janeiro – e pago em dinheiro vivo.

 

Com caviar no cardápio, o jantar servido na cabine presidencial, ocupada por Lula e mais onze passageiros, custou 385 reais por pessoa.

 

Já a refeição das outras 66 pessoas, entre tripulação e comitiva, ficou em 126 reais por cabeça.

 

Sobre essas despesas, o Planalto informa que existe uma companhia contratada por licitação pública, desde 2000, com o objetivo de fornecer alimentação ao presidente e a sua comitiva.

 

Apesar disso, explica, podem ocorrer gastos eventuais com o serviço sempre que o presidente viajar para um local onde a empresa contratada não tiver uma filial capaz de suprir as necessidades do avião presidencial.

 

Também nesse caso não há estoicismo que justifique condenar o fato de um presidente da República se servir e aos convidados íntimos de um prato com caviar a 385 reais por cabeça durante uma viagem de trabalho. (Assinantes lêem tudo clicando AQUI!)”.

 

Lembram? Até há pouco Lula e seus sequazes viviam falando que sem a CPMF o país ficaria ingovernável, que faltariam recursos para a saúde e toda aquela choradeira conhecida.

 

Fala aí Adib Jatene! Falem aí todos os que defendiam aquele odioso tributo. Falta dinheiro ou a grana está sendo sugada através da incrível maquinaria petralha?

Charge do Thomate


Charge do Ivan Cabral



Escrito por Aluizio Amorim às 03h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




NITROGLICERINA PURA

Escândalo alemão pode

respingar em brasileiro

O jornalista brasileiro Toni Bulhões, que vive na Alemanha, onde mantém o ABK Net, o primeiro site brasileiro de notícias no exterior (link permanente na coluna Troca Links aqui do blog), traz mais uma vez em primeira mão o relato de um escândalo financeiro cabeludo que acaba de eclodir da Alemanha e que se vincula ao estado-anão do Principado de Lichtenstein, que seria um paraíso da lavagem de dinheiro.

 

A reportagem do ABK Net é nitroglicerina pura e pode explodir também no Brasil em razão de supostas ações do atual e reeleito presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que se teria servido do nanico estado principesco em 2001, com a finalidade de lavar dinheiro.

 

O que segue é um excerto da matéria que está no site ABK Net. Vejam:

 

Ninguém sabe quem passou a informação para a imprensa, mas nesta quinta-feira, às 7 horas da manhã, um batalhão de jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos tomou conta de um quarteirão no bairro chique de Marienburg na cidade de Colônia, Alemanha.

 

Mais precisamente diante da mansão de Klaus Zumwinkel, 64 anos, presidente da Deutsche Post e executivo com mais tempo no cargo entre todas empresas alemãs responsáveis pela notação do DAX, o indíce da  bolsa de valores do país.

 

A pequena multidão esperava o desfecho de uma operação que normalmente é efetuada na mais completa discrição e sigilo.

 
Era o início de uma avalanche de notícias que desde ontem ocupa espaço em toda imprensa teutônica e deixa a opinião pública local perplexa.

 

Às 8 horas, como anunciado pela informação vazada, paravam em frente à mansão 3 carros policiais acompanhando outros de promotores públicos com mandado judicial de busca e imediata prisão do executivo.


Zumwinkel foi acusado e hoje, ao renunciar ao cargo, admitiu ter sonegado impostos e ter lavado o dinheiro através das famigeradas fundações do principado de Liechtenstein. A quantia varia, conforme variadas fontes, de 4 a 10 milhões de Euros e o procedimento do executivo era praticado desde a década de 80.

 

No depoimento em Bochum, Zumwinkel escapou da prisão após pagamento de vultosa fiança e comportamento cooperativo durante o depoimento, segundo a promotoria pública. Seu prestigío deve-se principalmente por ter conseguido transformar a antes deficitária empresa pública dos correios da Alemanha no maior conglomerado postal e logístico da Europa, embora tenha sofrido críticas por fechamento de filiais, redução na qualidade dos serviços e quadro de pessoal. 

(...)

Há quase dez anos atrás o  ABKnet noticiava em matéria reproduzida na data pelo Jornal do Brasil, sobre a ascensão do país nanico a potência mundial da lavagem de dinheiro.

 

Dois anos depois, em 2001, o mesmo ABKnet revelava, em artigo que foi referenciado até mesmo por meios de comunicação internacionais como The Guardian e Asian Sports, além de amplamente divulgado na imprensa brasileira,  que o então e atual, recentemente reeleito presidente da CBF, Ricardo Teixeira, utilizava a lavanderia principesca de Hans Adam II.

 

Para isso contava com os serviços dos mesmos agentes fiduciários (os laranjas oficiais do principado) de barões da cocaína colombiana, bem como do ex-chanceler alemão Helmut Kohl: o escritório do laranja-mor de Lichtenstein, o duplo Dr. Batliner, detentor do maior número de "clientes" à procura de ajuda para esconder dinheiro de origem duvidosa. (Para ler a reportagem completa no site ABK Net clique AQUI). 

 

N.B (Nota do blogueiro).: Por enquanto não vi nada nos jornais e sites da grande mídia brasileira.



Escrito por Aluizio Amorim às 03h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




DIOGO MAINARDI PUXA UM FIO DO NOVELO

Esperei Godot.
E ele apareceu

Eu sei que o caso da Telecom Italia é uma pauleira. Eu sei que há uma série de interesses empresariais em jogo. Mas alguns fatos precisam ser esclarecidos.

 

O primeiro e mais urgente é o seguinte: o nome do presidente da República foi citado nos autos de um tribunal italiano. Ninguém pode fazer de conta que isso é uma bobagem.

 

Acompanhei o inquérito contra a Telecom Italia por dois anos. Esperando Lula. E, como Godot, ele nunca aparecia. Na semana passada, recebi uma cópia de um despacho emitido no finzinho de 2007 pelo Ministério Público italiano. Na página 33, pode-se ler um trecho do interrogatório de 5 de maio de 2007 de Giuliano Tavaroli, um dos diretores da empresa. Ele declarou:

 

"Sendo um homem do presidente Lula, (Mauro) Marcelo, depois de assumir o cargo no serviço secreto, nos garantiu seu apoio institucional, uma vez que (Daniel) Dantas era um inimigo do presidente Lula".

 

Como é que é? Apoio institucional? Lula pode ser inimigo de quem ele quiser. Daniel Dantas que se dane. Mas a suspeita de que isso teria motivado uma oferta de apoio institucional a uma empresa em detrimento de outra precisa ser contrastada. Por mais temerário que seja o acusador.

 

Aos fatos. Em meados de 2004, o delegado Mauro Marcelo foi nomeado para chefiar a Abin, depois de ter trabalhado como guarda-costas de Lula na campanha eleitoral de 2002. A escolha de seu nome para ocupar o cargo na Abin foi feita pessoalmente pelo presidente.

 

De acordo com os autos do tribunal italiano, o relacionamento de Mauro Marcelo com a Telecom Italia era de perfeita intimidade. Interrogado sobre o assunto, Fabio Ghioni, especialista em computadores contratado pela empresa, declarou que o chefe da Abin era "fornecedor de Jannone no Brasil, e por este era remunerado". Ghioni referia-se a Angelo Jannone, diretor da Telecom Italia.

 

O apoio institucional do lulismo à Telecom Italia é mencionado novamente em outra passagem do despacho. Está na página 13. No interrogatório de 19 de abril de 2007, Giuliano Tavaroli foi indagado sobre os 25 milhões de euros pagos pela empresa a Naji Nahas, sem que houvesse, de acordo com o procurador, "a menor evidência documental de um serviço efetivamente prestado".

 

Tavaroli respondeu: "Naji Nahas era conhecido por suas ligações com os aparatos institucionais, como o ministro da Fazenda brasileiro". Isso mesmo: Antonio Palocci.

 

Tavaroli relatou também que a mala cheia de dólares a respeito da qual falei duas semanas atrás serviu, em parte, para subornar parlamentares.

O interesse dos procuradores italianos pelo Brasil é meramente incidental.

 

O foco de seu inquérito é a arapongagem da Telecom Italia na própria Itália; o Brasil só entra de passagem. Se a gente quiser indagar mais sobre o assunto, o jeito é trabalhar.

 

Quem já está fazendo isso é o Ministério Público brasileiro. O documento em que Godot finalmente aparece está em poder da nossa magistratura. Ele também pode ser consultado por qualquer um na internet: http://www.divshare.com/download/3785247-d05.

 

(Esta é a coluna do Diogo Mainardi na Veja que foi às bancas neste sábado. Aqui em Florianópolis a revista só chega no domingo embora estejamos a cerca de 50 minutos de São Paulo por transporte aéreo).



Escrito por Aluizio Amorim às 02h25
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




Click for Florianopolis, Brazil Forecast

Ateus.net – O Portal do Ateísmo

OBRIGADO PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!


""""

>E-MAIL DO BLOG

COMENTE! DIGA O QUE VOCÊ PENSA!

 



Meu perfil
BRASIL, Sul, FLORIANOPOLIS, Homem, English, Spanish, Política, Música, livros

HISTÓRICO & ARQUIVOS
  16/04/2008 a 30/04/2008
  01/04/2008 a 15/04/2008
  16/03/2008 a 31/03/2008
  01/03/2008 a 15/03/2008
  16/02/2008 a 29/02/2008
  01/02/2008 a 15/02/2008
  16/01/2008 a 31/01/2008
  01/01/2008 a 15/01/2008
  16/12/2007 a 31/12/2007
  01/12/2007 a 15/12/2007
  16/11/2007 a 30/11/2007
  01/11/2007 a 15/11/2007
  16/10/2007 a 31/10/2007
  01/10/2007 a 15/10/2007
  16/09/2007 a 30/09/2007
  01/09/2007 a 15/09/2007
  16/08/2007 a 31/08/2007
  01/08/2007 a 15/08/2007
  16/07/2007 a 31/07/2007
  01/07/2007 a 15/07/2007
  16/06/2007 a 30/06/2007
  01/06/2007 a 15/06/2007
  16/05/2007 a 31/05/2007
  01/05/2007 a 15/05/2007
  16/04/2007 a 30/04/2007
  01/04/2007 a 15/04/2007
  16/03/2007 a 31/03/2007
  01/03/2007 a 15/03/2007
  16/02/2007 a 28/02/2007
  01/02/2007 a 15/02/2007
  16/01/2007 a 31/01/2007
  01/01/2007 a 15/01/2007
  16/12/2006 a 31/12/2006
  01/12/2006 a 15/12/2006
  16/11/2006 a 30/11/2006
  01/11/2006 a 15/11/2006
  16/10/2006 a 31/10/2006
  01/10/2006 a 15/10/2006
  16/09/2006 a 30/09/2006
  01/09/2006 a 15/09/2006
  16/08/2006 a 31/08/2006
  01/08/2006 a 15/08/2006
  16/07/2006 a 31/07/2006
  01/07/2006 a 15/07/2006
  16/06/2006 a 30/06/2006
  01/06/2006 a 15/06/2006
  16/05/2006 a 31/05/2006
  01/05/2006 a 15/05/2006
  16/04/2006 a 30/04/2006
  01/04/2006 a 15/04/2006
  16/03/2006 a 31/03/2006
  01/03/2006 a 15/03/2006
  16/02/2006 a 28/02/2006
  01/02/2006 a 15/02/2006
  16/01/2006 a 31/01/2006
  01/01/2006 a 15/01/2006
  16/12/2005 a 31/12/2005
  01/12/2005 a 15/12/2005
  16/11/2005 a 30/11/2005
  01/11/2005 a 15/11/2005
  16/10/2005 a 31/10/2005
  01/10/2005 a 15/10/2005
  16/09/2005 a 30/09/2005


TROCA-LINKS
  ABKnet
  A Marvada Pinga
  Aparte (Passarim)
  arkimedes
  Flanela Paulistana
  Blog Cultural Textos & Contextos
  Blog da Magui
  Stefano di Pastena - jóias com arte
  Blog do Reinaldo Azevedo
  Blog do Tambosi
  Bonassoli
  Camarada Arcanjo
  Carl Amorim
  Coturno Noturno
  Código Aberto
  Amigos de Bike
  Crítica (Visite, vale a pena)
  Da Indignação à Ação
  Deutsche Welle Brasil
  Dom Quixote
  Escrevinhações
  Elaine Borges
  Esquadrinhando
  Ex-petista
  Freeman
  Ação Humana
  Geosapiens (Portugal)
  Guanta Lamera!!!
  Gusta
  Jorge Nobre
  Jus sperniandi
  Loja de idéias (Portugal)
  MaGenCo
  Minuto Político
  Nariz Gelado
  Novas (Vera)
  Outras Letras
  Pau da Barraca
  Pérolas
  ph ácido
  Polyphrenia
  Política para Políticos
  "...por isso não provoque"
  Postura Ativa (Stella)
  Projeto Ockham
  República
  Resistência
  Rua da judiaria (EUA/Portugal)
  Serjão comenta do céu
  Shirlei Horta
  SikSite
  Soube?
  Sponholz
  The Beatles Brasil (tudo sobre a banda)
  Tunico
  União e Ação
  Ultraperiférico (de Portugal)
  Clássicos do cinema
  The Coffee Traveler (Para quem é aficcionado em café)
  Edgar Nascimento (músico amigo) - site com informações e crítica musical
  Monitor das fraudes
  Holocausto-shoah.
  Libellus (By Ana Brambilla)
  Blog do Nathal (análise de mercado, bolsas, etc...)
  Praça darmas
  Pensadores brasileiros
  Fodcast do Persegonha
  Malditos patos
Votação
  Dê uma nota para meu blog


Leia este blog no seu celular

Locations of visitors to this page

Diretorio 100% brasileiro



Subscribe with Bloglines

blogaqui?

Você aprova o governo Lula?
Não
Sim
Votar
resultado parcial...

eXTReMe Tracker

www.g1.com.br


My blog is worth $31,049.70.
How much is your blog worth?